Projeto Criança e Adolescente Protegidos

Na noite de terça-feira (26/7) foi lançado o projeto Criança e Adolescente Protegidos em União da Vitória. A solenidade aconteceu no Salão Nobre da Uniguaçu. É uma parceria entre a Vara da Infância e Juventude de União da Vitória e o Núcleo Regional de Educação.

A Desembargadora do Tribunal de Justiça do Estado do Paraná, Lidia Maejima, idealizadora do projeto, esteve presente no lançamento e falou sobre a importância e necessidade da identificação biométrica das crianças e adolescentes. O objetivo, segundo ela, é a proteção integral a todos e o exercício da cidadania.

Premiação

Em dezembro de 2015, o Projeto Criança Protegida foi o primeiro colocado na categoria Tribunal do XII Prêmio Innovare, uma das mais importantes premiações da Justiça Brasileira. Pioneiro no país, o Projeto visa identificar biometricamente todas as crianças do Estado do Paraná, auxiliando o trabalho de Investigação do Serviço de Investigação de Criança Desaparecida (Sicride).

“O principal objetivo do projeto é garantir segurança e proteção integrais, através da identificação biométrica, a todas as crianças e adolescentes do Paraná”, disse a Desembargadora Lídia Maejima. “Nosso sonho é identificar os bebês desde o seu nascimento, o que evitaria tantos casos de roubo e rapto de recém-nascidos”.

Solenidade

Em seu discurso, o Juiz de Direito de União da Vitória, Carlos Eduardo Mattioli Kockanny, destacou o pioneirismo de atividades que transformam a maneira de atuação do Poder Judiciário. “Permite uma contribuição mais efetiva de magistrados na transformação de comunidade a sua volta”, comentou.

A partir do mês de agosto, o projeto contará com o deslocamento das equipes do Instituto de Identificação (Delegacia de União da Vitória) até as escolas para realizar a coleta da impressão digital e a confecção da Carteira de Identidade. Nestes dias também serão realizadas atividades extracurriculares e oficinas voltadas ao exercício da cidadania pela Vara da Infância e Juventude e o Núcleo Regional de Educação.

Participaram do evento o Promotor de Justiça Júlio Ribeiro de Campos Neto; o Delegado Chefe da 4ª SDP Douglas de Possebon e Freitas; a Diretora Geral da Uniguaçu, Marta Borges; o Coordenador do Curso de Direito da Uniguaçu, Sandro Perotti; o Prefeito do Município de Paula Freitas, Mauro Feliz dos Santos, e o chefe do Núcleo Regional de Educação, Ricardo Brugnango, além de representantes do Poder Judiciário, Legislativo, integrantes da Rede de Proteção da Criança e do Adolescente, advogados, acadêmicos do Curso de Direito da Uniguaçu, entre outros. A solenidade contou com a apresentação do Coral da Escola Municipal Clementina Lona Costa, de União da Vitória, coral dirigido pelo Maestro Regis Lemos, com recepção musical do Professor Toni Marcelo Alves Pereira.

TJPR