TJ-PI faz lança o ‘Semana da Justiça Pela Paz em Casa’ – O programa busca estimular ações de combate a violência doméstica

Promover a paz em casa e estimular as ações contra a violência doméstica em todo o estado do Piauí são mais duas das preocupações da atual gestão do Presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Piauí (TJ-PI), Desembargador Erivan Lopes.

Neste contexto, o Tribunal realiza de 17 a 19 de agosto a campanha da Semana da Justiça pela Paz em Casa, que no âmbito do TJ-PI tem como Supervisor o Desembargador José James Gomes Pereira e como Coordenador, o juiz auxiliar da Presidência, Antônio Oliveira. A campanha será desenvolvida em parceria com a Rede Piauiense de Proteção e Defesa dos Direitos da Mulher.

Na última quinta-feira (14/07), representantes de várias instituições que tratam do tema se reuniram para tratar da temática e acertar detalhes sobre a campanha.

Para o juiz Antônio Oliveira, a reunião foi importante e trouxe resultados para curto e longo prazos.

“O encontro contribuiu com o bom funcionamento e a articulação de ações integradas para a prevenção e combate à violência doméstica contra a mulher no que diz respeito à atuação governamental nos âmbitos estadual e municipal dos poderes judiciário e executivo”, explica o magistrado Antônio Oliveira, que é o Coordenador Estadual da Semana.

Dentre as finalidades da reunião foi possível:

– Estabelecer parcerias entre o TJ/PI e a Rede de proteção e Defesa dos Direitos das Mulheres;

– Estreitar as parcerias entre o TJ-PI e os demais integrantes da Rede;

– Planejar as atividades a serem realizadas na Mobilização Social referente à Campanha da Justiça pela Paz em casa.

– Proporcionar integração dos serviços, estabelecer parcerias, construção de metas, apoio mútuo, planejar ações de valorização da mulher e do combate a todas as formas de violência de gênero bem como a sensibilização do público masculino.

A referida Mobilização social tem como objetivo a articulação de ações interinstitucionais a fim de informar a população dos serviços da Rede de Proteção e defesa dos direitos das mulheres.

Estiveram presentes à reunião o Desembargador José James (Supervisor Estadual da Mulher em situação de violência doméstica), Cibele Monteiro de Castro Holanda (Integradora da Coordenadora da Mulher do TJ-PI), Eduarda Mourão e Silvania Maria Luz Leal (Comissão Nacional da Mulher Advogada – OAB), Gardênia e Karla Oliveira (Comissão Estadual da Mulher Advogada – OAB), Ana Carolina Vasconcelos (Secretaria do Juizado de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher do TJ-PI), Jéssica Nobre Riedel (NUPEVID/MP-PI), Verônica Heidy de Vasconcelos (Defensoria), Ana Melka Albuquerque Cadena (DEAM SUL), Maria José Nascimento, Daliane Fonteles de Souza Auta Mônica de Macêdo Rodrigues e Renata Castelo Branco Lages Monte (Núcleo Multidisciplinar lei Maria da Penha), Helilne Silva Santos (Fundação Wall Ferraz/PMT), Maria de Deus Fernandes de Araújo (CRDH/SEMTCAS/PMT), Sarah Araújo Teixeira e Silva (CMDM/PMT), Iamara Evangelista (Coordenadoria Estadual de Políticas Para Mulheres), Francisco Carlos de Brito (FMS/PMT), Emanuelle da Cruz Araújo (CREAS SUDESTE/SEMTCAS), Marcele Carneiro Campos (CREAS SUL/SEMTCASPMT).

Capital Teresina